Empregos e Antroposofia

Empregos – Muita gente se queixa do desemprego neste país grande e bobo, mas há ofertas interessantes aqui mesmo em Juiz de Fora, cidade-polo da Zona da Mata de Minas.

Operoso cavalheiro, dono de dois açougues, oferece emprego de balconista e acena com o salário de R$ 1.740,00 de carteira assinada, esclarecendo que o balconista deve levar seu almoço de casa.

Tive o cuidado de anotar e conferir os horários para informar ao leitor deste belo blogue. De segunda a sexta-feira das 8 às 19 horas. Sábado das 8 às 15 horas. Domigo é uma sopa: das 8 da matina ao meio-dia.

 

Antroposofia – Qualquer doutrina a respeito da natureza espiritual do ser humano, antroposofia ou antropossofia, nas rubricas filosofia e religião, é doutrina mística formulada pelo pensador espiritualista austríaco Rudolf Steiner (1861-1925) que, com base na teosofia de Blavatsky (1831-1891) e em questionamentos filosóficos, políticos e religiosos, procura refletir a respeito da condição humana.

Puta que o pariu!, exclamaria um sujeito mal-educado, mas sou cavalheiro educadíssimo e curioso, tanto assim que fui ao Google para aprender alguma coisa da agricultura antroposófica, que faz sucesso em pequenas regiões do Rio Grande do Sul, na Alemanha e noutros lugares. Ouvi na CBN que um quilo de arroz antroposófico custa quatro vezes mais que o arroz comum – e há quem compre.

Acabo de ler alguma coisa sobre o assunto no Google e descubro que a agropecuária antroposófica deve ser estimulada no mundo inteiro como forma de diminuir o trabalho dos psiquiatras esvaziando os hospícios, assim como as penitenciárias.

No capítulo das preparações de campo para estimular a formação de húmus, por exemplo, processo P500 (chifre-esterco), o sujeito pega uma mistura de húmus preparada para encher o chifre de um bovino fêmea (leia-se “vaca”) com estrume de gado, enterrando o chifr, no outono, entre 40 a 60 cm abaixo da superfície do terreno. O conjunto é deixado em decomposição durante o inverno e recuperado para uso na primavera seguinte. Foi demonstrado que o rendimento médio do processo pode ser de 35 gramas de “preparado seco” por chifre.

Preparação que trabalha no desenvolvimento radicular da planta, na forma da planta e na sua vitalidade, promovendo o seu crescimento bem como a microvida do solo ativo na fração do húmus. A agitação durante uma hora completa o processo de elaboração do (chifre-esterco) que se torna “ativo assim que ele é espalhado sobre a terra”.

No processo P501 (chifre-quartzo), o quartzo é esmagado e pulverizado para encher o chifre bovino (de vaca) enterrando-o no solo na primavera, recolhendo-o no outono.

Os chifres podem ser os mesmos usados no P500. E o negócio vai por aí na agropecuária antroposófica, que só é possível nas regiões que não criam bovinos mochos, isto é, sem chifres.

Esquizofrenias paranóides, hebefrênicas, catatônicas, indiferenciadas, residuais, simples e depressões pós-esquizofrênicas, episódios maníacos, episódios depressivos, transtornos somatoformes, personalidades anancásticas, pedófilos, assassinos seriais, estupradores, deputados e senadores envolvidos na Lava-Jato – a agropecuária inspirada em Steiner, que se baseou em Blavatsky, será uma bênção para a humanidade, com o só risco de provocar nova doença, a viadagem antroposófica, praticada pelos cavalheiros que resolvam enfiar os chifres (de vacas) naqueles orifícios que notória pudicícia não me deixa especificar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *