Catálogo

Catálogo – Geddel, o irmão do Geddel, Marluce Quadros Vieira Lima, baiana que pariu Geddel e seu irmão, Henrique Eduardo Alves, José Yunes, Sandro Mabel, Tadeu Filippelli, Rodrigo Rocha Loures, João Baptista Lima, Eduardo Cunha, Romero Jucá, Moreira Franco, Eliseu Padilha – é interminável a lista de amigos do excelentíssimo senhor presidente da República, o jurista Michel Miguel Elias Temer Lulia.

Do grego katálogos,ou, o substantivo masculino catálogo significa “lista, rol ou enumeração, geralmente por ordem alfabética, de pessoas ou coisas”. Michel Temer cataloga criaturas originais em seu imenso círculo de amizades. Raros advogados criminalistas têm lista de clientes de tamanha originalidade e Michel, vale notar, é constitucionalista.

Interrompo este belo filosofar para informar que um terremoto de magnitude 6.8 na Escala Richter, cerca de 500 quilômetros abaixo da superfície de uma região pouco habitada na Bolívia, quase fez uma vítima em Juiz de Fora, cidade polo da Zona da Mata mineira. Vítima fatal. Quase morri de raiva com as perguntas dos meninos e das meninas da GloboNews e da Band às pessoas que dizem ter sentido o sismo nos pavimentos mais altos dos edifícios de São Paulo e outras cidades brasileiras. Improviso é fogo. A meninada se perde na idiotia das perguntas feitas ao distinto público.

Voltando a todos os homens do presidente, lembrei-me de All the President’s Men (br: Todos os Homens do Presidente / pt: Os Homens do Presidente), um filme estadunidense de 1976, do gênero drama, dirigido por Alan J. Pakula e com roteiro baseado no livro de mesmo nome, lançado em 1974, de Bob Woodward e Carl Bernstein.

Vou parando por aqui. Amanhã é dia de STF: forte coisa, como dizia a avó de minha avó.