Zapeando

Zapeando – Zape, zápete, zapetrape, o Houaiss tem vários verbetes começados por “zap”, mas só encontro o verbo zapear no Aurélio: “Ver televisão, trocando frequentemente os canais, por meio do controle remoto”.

Zapeando os canais da tevê aberta, que são poucos, você pode encontrar programas curiosos. Um deles é o “Casos de Família”, à tarde, no sbt, Sistema Brasileiro de Televisão ou Tevê do Sílvio Santos. O Google tem 146.000.000 (cento e quarenta e seis milhões…) de entradas para o tal programa. Sugiro que o caro e preclaro leitor veja meia dúzia deles para constatar que “aquilo” existe e representa a maioria do povo deste país grande e bobo.

Constatado o fato, cuidemos da democracia, “governo em que o povo exerce a soberania” ou “sistema político em que os cidadãos elegem os seus dirigentes por meio de eleições periódicas”.

Pensadores ilustres atestam que a democracia é a melhor forma de governo, ou a menos ruim, como queira o caro e preclaro leitor de blogues. Contudo, se o referido sistema político não dispensa a eleição dos dirigentes pelos cidadãos de cada país, é preciso pensar nos eleitores da República do Zimbábue e da República Federativa do Brasil.

Daí a ideia que me ocorre e submeto ao leitor: é preciso inventar a democracia sem votos. Já existem invenções fantásticas como o Google e o sofá inteligente, que avisa quando você está sentado há muito tempo na mesma posição e sabe se você tirou um cochilo de xis minutos depois do almoço. Ora, deve ser muito mais fácil inventar a democracia que dispense o votante.

O jornalista que escreveu sobre as fotos de 8 onças-pardas no Parque Estadual dos Três Picos, na Serra de Friburgo, RJ, informou que o tal Parque Estadual  tem 65 mil hectares, “o equivalente a 65 mil campos de futebol”. Tanto ele como o seu editor são eleitores e devem pensar que alguém pode estabelecer equivalências com 65 mil campos de futebol. Ok, a burrice da dupla é do tamanho de um bonde – e o tamanho de um bonde pode ser “realizado” com um ou dois reboques, mas o campo de futebol não tem tamanho padronizado e varia, em números redondos, de sete a onze mil metros quadrados.

Cês querem saber de uma coisa? Vou parando por aqui. Tchau e bênção.